terça-feira, 15 de novembro de 2011

A Natureza-Morta na Europa


Está a decorrer desde 21 de Outubro último e prolongar-se-á até 8 de Janeiro de 2012, na galeria de exposições da sede da Fundação Calouste Gulbenkian, uma exposição de arte sob o tema A Perspectiva das Coisas. A Natureza-Morta na Europa Segunda parte: Séculos XIX-XX (1840 - 1955). Dando continuidade à exposição apresentada em 2010 sobre o tema da natureza-morta na Europa, a segunda parte será dedicada à modernidade do século XIX e às alterações fundamentais ocorridas na primeira metade do século XX. 

Esta exposição tem perto de 100 obras de 70 artistas dos mais consagrados como Cézanne, Braque, Dalí, Guaguin, Gris, Manet, Magritte, Matisse, Monet, Morandi, Picasso, Renoir, Rousseua e Van Gogh. Também lá estão obras dos portugueses Amadeo de Souza-Cardoso, Eduardo Viana, Mário Eloy e Vieira da Silva.

Será preciso adiantar algo mais para que se justifique uma visita à referida exposição?

4 comentários:

Rui Pascoal disse...

Numa Europa cada vez mais moribunda... restam os verdadeiros Artistas.
Gostei de a visitar!

Maria Dulce Bernardes disse...

Vale a pena visitar!

Vanessa Souza Moraes disse...

Sem justificativa alguma :)

Isa GT disse...

Votos de um Bom Ano... no mínimo, com vontade e força para sobreviver.

Bjos