quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Continuação da Escapada Romântica - Museu Grão Vasco

Depois de termos passado a noite na belíssima «Casa da Ínsua» e após mais umas incursões em locais desconhecidos ou já meio esquecidos, voltámos, no dia 5, à cidade de Viriato, onde almoçámos e visitámos o Museu Grão Vasco.

Fruto de muitas acumulações, o acervo inclui obras de arte de diversa tipologia e cronologia. Aos objectos e suportes figurativos originalmente destinados a práticas litúrgicas (pintura, escultura, ourivesaria e marfins, do Românico ao Barroco), maioritariamente provenientes da Catedral e de igrejas da região, acrescem peças de arqueologia, uma colecção importante de pintura portuguesa dos séculos XIX e XX, exemplares de faiança portuguesa, porcelana oriental e mobiliário. Mas a colecção principal do Museu é constituída por um conjunto notável de pinturas de retábulo, também provenientes da Catedral, de igrejas da região e de depósitos de outros museus, da autoria de Vasco Fernandes (c. 1475-1542), o Grão Vasco, de colaboradores e contemporâneos.
S. Pedro, o antigo retábulo da capela lateral da Catedral de Viseu (C. 1529) é hoje a obra mais representativa do talento de Grão Vasco e uma das pinturas mais notáveis do património pictural português.
 Mas o museu tem muito mais... Uma sala quase toda ela ocupada pelos artistas do chamado Grupo do Leão (Malhoa, irmãos Rafael e Bordalo Pinheiro, João Vaz, Silva Porto) fez as minhas delícias.
Numa sala contígua, lá estava aquele que ponho no grupo dos meus pintores portugueses preferidos - Amadeo de Souza-Cardoso. É o seu «Mercado de Vila Cardoso» um quadro pequenino, mas todo ele cheio das marcas do seu autor.
Ah!... E lá está, também numa sala próxima, o nosso «Pintor Gata» (José d'Almeida Furtado) num seu auto retrato.
Indubitavelmente um dos museus nacionais que não podem deixar de ser visitados.

6 comentários:

redonda disse...

Visitei o Museu num passeio de liceu quando tinha 17 anos (portanto, há já algum tempo). Ler estes textos está a fazer com que deseje lá voltar um destes dias :)

SilvaRocha disse...

Ainda bem que consegui ser motivador... É esse o despretensioso objectivo deste blog e das pessoas que nele escrevem.

Rui Pascoal disse...

(Não consigo resistir...)
Viseu não é, nunca foi, nem nunca será (para mim) o "Cavaquistão".
:(
É uma cidade lindíssima, gelada de Inverno, um forno no Verão, da qual guardo as mais gratas recordações.
:)

Arnaldo disse...

Agradável descrição para motivar a visita daqueles que ainda não tiveram essa oportunidade e nos quais me incluo.
Não perderei a oportunidade quando ela se me depare.

Arianne Carla disse...

Adoro museu! A arte me fascina por inteira. ótima escolha, ok? Fiquei encantada.

Rafael Castellar das Neves disse...

Sensacional!! Praticamente uma visita a um museu com direito a um guia!

[]s